Tags

“Não pretendia fazer isto.” Você então se tornava a criatura mais doce do mundo, e eu pensava comigo mesmo: “esta é a Mary que eu amo”. Entretanto, antes mesmo que aquele encontro acabasse algo de brutal tornava a sair de sua boca. Nada do que eu pudesse dizer ou fazer era capaz de impedi-lo; a agressão vinha, e quase me matava. Eu voltava para casa, e refletia: “se eu aceito o sol, o calor, e o arco-íris, ,,também o trovão, a tempestade, e o raio.” Eu tentava, mas sentia que coisas importantes estavam morrendo dentro de mim.

Anúncios