Tags

” Essa tua solidão, carrega um olhar peregrino … Estilhaçando espelhos e sombras, correndo na contramão dos ventos. Vagueia por gritos mudos, num mundo de surdos. Abismos sem degraus, onde se folheia o passado. Se abrem as feridas … Secando a alma.”

Anúncios