Tags

“Seu retorno não creio que isso lhe surpreenda. Deixou-me um tanto pertubada: desfiz-me de vários pedaços e ainda não consegui recobrar todos eles . Confesso que estou desconcertada. Vivi tanto tempo com você em minha imaginação – é um lugar solitário – que agora creio ser preciso reinventá-lo para trazê-lo de volta à vida. Talvez eu tenha passado todos esses anos deformando você, pintando seu retrato para mim mesma. Talvez agora seja apenas  uma invenção minha, e não um dignatário de carne e osso, que circula entre as pessoas, luzes e políticas; tenho medo (…) Logo minha coragem voltará, acredite. Mais cedo ou mais tarde precisaremos nos ver e sofrer o golpe desse encontro.  Quando? ainda não sei, não sei.”

Anúncios