Tags

 É preciso não esquecer nada: nem a torneira aberta nem o fogo aceso, nem o sorriso para os infelizes, nem  a oração de cada instante. É preciso não esquecer de ver a nova borboleta, nem o céu de sempre!

Anúncios